quarta-feira, 22 de abril de 2015

Helicóptero cai perto de templo na Tailândia

Três pessoas ficaram feridas, segundo as autoridades locais.

Acidente aconteceu perto do templo de Wat Paramaiyikawas.





Três pessoas ficaram feridas após a queda do helicóptero Robinson R44 Raven II, prefixo HS-PLL, de propriedade Heliluck Aviation, perto do templo de Wat Paramaiyikawas, na Tailândia, nesta quarta-feira (22), informaram as autoridades locais.

Segundo a imprensa tailandesa, as vítimas eram dois homens e uma mulher. Elas foram levadas a um hospital em Nonthaburi.

O helicóptero havia sido alugado para o voo. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

Fontes: G1 / ASN - Fotos: Chaiwat Subpransom/Reuters

Os 10 Erros Mais Comuns dos Pilotos


Pergunte a qualquer piloto sobre experiências perigosas em vôo e a maioria responderá com um longo olhar absorto. Pergunte a Bruce Landsburg da AOPA Air Safety Foundation ou ao veterano instrutor e jornalista de aviação Rod Machado e você receberá respostas bem informadas e inteligentes.

"Como você poderia prever, novatos cometem mais erros e decolam com aviões detonados com grande freqüência", diz Landsburg. " Na aviação geral, vemos um número exagerado de acidentes entre 80 e 120 horas, 15 a 40 horas após a maioria dos pilotos obterem suas licenças de PP e pararem de voar com instrutores".

"Os militares fizeram estudos que sugerem que seus pilotos entram em outra zona de perigo quando chegam nas 500 horas de vôo, se tornando muito auto-confiantes e se sentindo invulneráveis," continua Landsburg. "Além desse nível de experiência, não parece haver muita correlação entre horas e acidentes. Pilotos militares reconhecem o risco porque voam muito próximos do limite do cumprimento da missão, e algumas vezes perdem amigos ou são eliminados dos vôos se desenvolvem hábitos perigosos."

Clique AQUI e leia a matéria completa.

A cada 146 horas de voo, um piloto comete um erro

Estudo ressaltou ainda relação do uso de álcool com a privação de sono: 15 horas acordado equivale a 0,65 ml de álcool no sangue.


Uma pesquisa sobre a fadiga em pilotos de avião pretende alarmar as autoridades quanto à necessidade de mudança na aviação civil. O estudo foi apresentado na IV Jornada Latino-Americana de Fatores Humanos e Segurança Operacional na última sexta-feira (17/4).

Realizada sob coordenação do comandante Paulo Licati, dirigente da Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civial (Abrapac), a pesquisa apontou que a cada 146 horas de voo de um piloto, um erro é cometido.

Para a realização do estudo, foram entrevistados 91 pilotos em 155.326 horas de voo de uma grande companhia aérea brasileira durante período de seis meses de 2012. Com um erro a cada 146 horas, chega-se ao número de 1.064 erros cometidos por pilotos e co-pilotos durante condução de aeronaves.

Quanto aos horários mais problemáticos, o estudo mostrou que de meia-noite às 6 horas é o período que causa maiores desgastes físicos e psíquicos nos pilotos, interferindo em seus humores e na suas capacidades de tomada de decisão. O segundo pior horário é das 18 horas até meia-noite.

Na pesquisa também é ressaltada a relação do uso de álcool com a privação de sono: 23 horas acordado é equivalente a 1 litro de álcool sangue; 15 horas acordado, é equivalente a 0,65 ml de álcool.

Fonte: Sarah Teófilo (Jornal Opção) - Foto: dw.com

Balão cai no aeroporto de Congonhas, em SP, e provoca atrasos

Câmera de segurança do aeroporto registrou queda do balão nesta terça.

Avião que vinha do Rio de Janeiro precisou interromper o pouso.


Um balão caiu no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta terça-feira (21), e provocou atraso nos pousos. A imprudência dos baloeiros mobilizou os controladores de tráfego aéreo que tiveram que alertar os pilotos. O SPTV conseguiu com exclusividade as imagens que mostram a queda do balão.

Uma câmera do aeroporto de Congonhas registra o momento em que um balão cai em uma das pistas pouco antes das 9h. Um avião que estava pousando passa bem ao lado.

Na imagem é possível ver o vento arrastando o balão até a grama. No local, ele pega fogo. A torre de controle alerta os pilotos. Por causa do balão, os controladores de voo atrasam os pousos.

Um avião, que vinha do Rio de Janeiro, precisa interromper o pouso. Na linguagem da aviação, ele arremeteu. Nesta manhã, a equipe de reportagem do SPTV viram pelo menos 12 balões nos céu da capital e da Grande São Paulo. Na região da Serra da Cantareira, o avião passa bem perto do balão. 

Alguns balões carregavam faixas e bandeiras. Outros soltavam fogos como esse em homenagem ao Corinthians. Também vimos fogos nesse outro na região do Parque do Carmo, na Zona Leste.

O Sindicato Nacional dos Aeronautas diz que os balões representam um perigo diário para a aviação. De acordo com o sindicato, os pilotos estão sendo obrigados a desviar de balões durante pousos, decolagens e até a quatro, cinco mil metros de altura.

Clique AQUI para assistir a reportagem.

Fonte: G1 - Imagem: Reprodução da TV

Avião faz pouso forçado após falha no motor, em Quirinópolis, GO

Piloto, que é dono da aeronave, não se feriu; instrutor ficou com escoriações.

Trem de pouso bateu em barranco a cerca de 20 metros da cabeceira da pista.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um avião monomotor fez um pouso forçado na tarde desta terça-feira (21) em Quirinópolis, região sudoeste de Goiás. De acordo com relatos do instrutor de voo, de 61 anos, ao Corpo de Bombeiros, o motor parou de funcionar no ar. O piloto, que também é dono da aeronave, não teve ferimentos. Já o professor teve apenas um corte no rosto e escoriações leves.

Segundo o sargento dos bombeiros, Marcos Weiner Ferreira de Castro, o proprietário do avião, de 49 anos, estava tendo aulas de voo no momento da pane. “O instrutor nos relatou que, ao perceber o problema, eles tentaram pousar, mas o trem de pouso colidiu contra um barranco a cerca de 20 metros da cabeceira da pista”, disse ao G1.

Os tripulantes foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados conscientes para o Hospital Municipal de Quirinópolis. Segundo os bombeiros, após o resgate, o local ficou isolado pela Polícia Militar, que acionou o Centro de Investigaçãos e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

O G1 tentou contato com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), mas as ligações não foram atendidas até a publicação dessa reportagem.

Clique AQUI para assistir a reportagem.

Fonte: Vitor Santana (G1 GO)

Decolagem de avião é abortada por problema técnico em Porto Alegre

Voo 0118 da TAP, com destino a Lisboa, tinha saída prevista para as 20h30.

Companhia diz que um pássaro se chocou com o avião, que saiu às 22h11.

Um avião da TAP teve a decolagem abortada devido a um problema técnico na noite desta segunda-feira (20) no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

Segundo a Infraero, a falha aconteceu no voo 0118 com destino a Lisboa, que tinha a saída prevista para as 20h30. A pista foi fechada por cerca de 30 minutos, e liberada por volta das 21h. 

De acordo com a assessoria de imprensa da companhia aérea, o comandante deu início à decolagem às 20h35, quando um pássaro se chocou com o avião, que retornou para que fosse realizada uma avaliação. O avião decolou às 22h11. Ninguém se feriu. 

Fonte: G1 RS

Avião de pequeno porte cai na República Dominicana e deixa sete mortos

Aeronave se acidentou quando sobrevoava campo de golfe.

Os sete mortos foram identificados, afirma polícia.

Equipes inspecionam local de queda de pequeno avião na República Dominicana
Foto: Danny Alveal/Reuters

A Polícia da República Dominicana identificou nesta terça-feira (21) as sete pessoas que morreram na queda de um avião de pequeno porte sobre um campo de golfe da província de Bávaro, no leste do país. São dois belgas, dois espanhóis e dois bolivianos, além do piloto, de nacionalidade dominicana, Héctor Soriano.

O avião modelo Piper PA-32, prefixo HI-957, pertencia à companhia Sky High.



Logo depois do acidente, as autoridades dominicanas disseram que duas das vítimas eram britânicas, algo descartado após a identificação dos passageiros.

A aeronave, que caiu sobre o campo de golfe de Cocotal, em Bávaro, poucos minutos depois da decolagem, ia em direção a Samaná, no nordeste do país.


Fontes: G1 / ASN

Avião de instrução cai e mata duas pessoas no Panamá


Duas pessoas morreram na noite de segunda-feira (20) após a queda de um avião no qual realizavam um voo de instrução ao oeste da capital do Panamá, confirmou à Agência EFE a Autoridade Aeronáutica Civil (AAC). 

O diretor da ACC do Panamá, Alfredo Fonseca, disse que na pequena aeronave viajavam um instrutor e um estudante que "morreram já que pela magnitude do impacto, não pode haver sobreviventes"; Fonseca explicou que o avião era um Piper PA-44 Seminole, prefixo HP-1898 BL, que realizava o trajeto entre a cidade de David, na província de Chiriquí, e a Cidade do Panamá.

A previsão inicial era de que pousasse no aeroporto Marcos A. Gelabert, mas foi solicitada uma mudança para o aeroporto do Panamá Pacífico, ambos na capital do país. No aeroporto Panamá Pacífico, foi realizada uma manobra "toque e decolagem" após a qual "a aeronave girou à esquerda quando não devia, bateu contra uma caixa de elevação e impactou contra o solo", afirmou Fonseca.

O Ministério de Segurança informou que equipes de busca e resgate do Serviço Aeronaval (Senan), Sistema Nacional de Defesa Civil (Sinaproc) e Bombeiros sobrevoam o local do acidente.

Moradores da região relataram uma forte explosão em Cerro Cabra, no distrito de Arraiján, no oeste da capital, às 19h30 locais de ontem (22h de segunda-feira em Brasília), descrita nas redes sociais como uma "bola de fogo". 

Fontes: EFE via R7 / Site Desastres Aéreos - Imagem: Reprodução

Empresas espremem mais assentos em aviões para garantir lucro

Falta de conforto na classe econômica aumenta conflitos entre passageiros.

Fabricantes tentam compensar criando cadeiras com recursos tecnológicos.

Classe econômica de um avião - Foto: Alain Even/Photononstop/AFP

Companhias aéreas estão colocando ainda mais assentos na classe econômica dos aviões para proteger suas margens de lucro em época de queda no preço dos bilhetes, gerando preocupações sobre a saúde e a segurança de passageiros e da tripulação.

Design com linhas finas, mais saídas de emergência e a colocação de banheiros e cozinhas em lugares criativos fazem parte desse processo que permite ganhar espaço para espremer mais cadeiras, afirmam observadores da indústria.

Clique AQUI e leia a matéria completa.

Novo Airbus terá maior número de assentos na classe econômica

O novo Airbus A380 terá mais poltronas, deixando as fileiras da classe econômica com 11 lugares, sem modificar a largura dos assentos.

Com a nova configuração, o Airbus A380 passará a ter de 544 lugares em vez de 525.


Enquanto as companhias aéreas se superam com serviços de luxo que vão além das cinco estrelas, como a primeira classe da Qatar Airlines, quem viaja na classe econômica nem sempre tem um voo confortável. A principal queixa é a falta de espaço entre as poltronas, mas, pelos preços convidativos, essa torna-se a opção mais procurada. Pois o que era apertado, ficará ainda mais. A fabricante de aviões Airbus anunciou a nova configuração de sua aeronave, que terá um assento a mais nas poltronas do meio.

Clique AQUI e leia a matéria completa.

Termina a recuperação dos restos do avião da Germanwings nos Alpes

Polícia francesa anunciou fim de operações após queda de avião.

Acidente matou 150; copiloto foi apontado como responsável.

Equipes trabalham no local da queda do avião da Germanwings
nos Alpes franceses em foto de 13 de abril

A polícia francesa anunciou nesta segunda-feira (20) o fim das operações para recuperar os restos do avião da companhia aérea Germanwings que caiu em 24 de março nos Alpes franceses.

Na tragédia, morreram 150 pessoas, inclusive o copiloto que supostamente causou o acidente.

Uma fonte policial indicou que os fragmentos pulverizados do Airbus A320 estavam sendo armazenados em um local próximo do acidente, e que as operações de limpeza estão prontas para começar.

Fonte: France Presse via G1 - Foto: French Interior Ministry/AP

Avião perde roda na decolagem em Israel

Avaria obrigou voo da El Al a fazer aterrissagem de emergência.

Um avião foi obrigado a aterrissar de emergência em Tel Aviv depois de ter perdido uma roda na decolagem.

Com 181 pessoas a bordo, o voo 2521 da El Al foi forçado a regressar ao aeroporto depois de ter levantado voo. Segundo o jornal Haaretz, não houve feridos entre os passageiros e a tripulação.

O avião, um Boeing 737-800, regressou ao aeroporto Bem Gurion, em Israel, depois de pedaços de pneu serem encontrados na pista. Com destino a Praga, o avião inverteu a marcha e aterrissou, em segurança, cerca das 8:15 (hora local). Na pista, encontravam-se várias ambulâncias e carros de bombeiros.



Fonte: tvi24.iol.pt

Ingleses lançam o pânico em voo para Espanha


Um dos britânicos envolvidos na confusão foi detido quando o avião aterrou em Benidorm, Espanha. Um grupo de passageiros britânicos que viajava num avião da companhia aérea Jet2 lançou a confusão a bordo.

Segundo o Daily Mail, os homens partiram de Glasgow em direção a Benidorm, onde iria ter lugar uma despedida de solteiro, mas a festa começou ainda dentro do avião.

Conta a mesma publicação que, o grupo britânico começou a cantar, a gritar e a dirigir piropos às passageiras que se encontravam no avião. Alguns dos homens chegaram mesmo a tirar a roupa, enquanto os membros da tripulação tentavam conter a sua euforia.





Um passageiro contou ao Daily Mail que um dos cidadãos britânicos “estava sempre a falar mal de tudo e todos”.

No vídeo vê-se uma mulher a discutir com um dos homens, num momento em que os ânimos se exaltaram entre os passageiros e o grupo que seguia para a despedida de solteiro.

À chegada a Benidorm, um desses passageiros foi detido, mas acabou por ser libertado algumas horas depois. Contudo, a companhia aérea impediu o regresso do homem a Glasgow no seu avião.

Clique AQUI e veja o vídeo.

Fonte: Notícias ao Minuto - Fotos via Daily Mail

Voo atrasa-se devido a objeto que piloto levava na bagagem

A detenção ocorreu no Aeroporto de Heathrow, em Londres.


Um piloto da companhia aérea Cathay Pacific (Hong Kong) foi detido, no domingo, depois de ter sido encontrada uma faca na sua bagagem de mão, poucos minutos antes de pilotar um avião com 262 pessoas a bordo.

De acordo com o jornal Mirror, o homem de 61 anos foi levado para a esquadra da polícia local e acabou por ser libertado sob fiança, esperando o resultado das investigações em liberdade.

O voo, que fazia a ligação entre Londres e Hong Kong sofreu um atraso de 16 horas, pois não havia tripulação disponível para voar. Assim, o avião só descolou da pista às 14h30 de domingo, quando devia ter levantado voo às 22h20 de sábado.

“A Cathay Pacific confirma que o voo CX254 foi atrasado devido a um incidente relacionado com o piloto, tendo sido encontrados alguns itens preocupantes na bagagem de mão do mesmo”, disse um porta-voz da companhia aérea.

Recorde-se que há menos de um mês o copiloto Andreas Lubitz despenhou propositadamente um avião da Germanwings, matando 150 pessoas.

Fonte: Notícias ao Minuto (Portugal) - Imagem: Reprodução

Boeing registra patente para ajudar a dormir nos aviões (vídeo)

Para os (milhões) que não conseguem dormir no avião, sobretudo em classe econômica. a Boeing pode ter encontrado a solução: pelo menos registrou a patente de um aparelho que pretende ajudar a adormecer quem não o consegue.

A Boeing registou no sistema norte-americano de patentes aquilo que designa por "sistema de apoio de sono".

Trata-se de um aparelho, que mais parece uma mochila, equipada com aquilo que na patente se descreve por "abertura de alívio facial".

Tanto quanto se percebe, o passageiro inclina-se e dorme com a cabeça voltada para baixo. Quer o ângulo do apoio para cabeça quer do suporte para o corpo são ajustáveis e, numa linguagem muito genérica, pode resumir-se a um sistema de massagens que pode relaxar o passageiro.

Este vídeo, à margem da Boeing, mostra como poderá funcionar o sistema:


Fonte: www.tsf.pt (Portugal)

Acidentes aéreos caem 14,2% em 2014 no Amazonas

No ano passado, seis acidentes foram registrados, contra sete em 2013.


No ano passado, o número de acidentes aéreos, no Amazonas, caiu 14,2% em comparação com o mesmo período de 2013. Conforme dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), seis ocorrências do tipo foram registradas, no Estado, de janeiro a dezembro, contra sete, no ano anterior.

Clique AQUI e leia matéria completa.

Assédio do tráfico, risco de acidentes: os desafios dos pilotos de voar pelo Amazonas

Pilotos experientes e novatos precisam enfrentar ainda problemas como as longas distâncias e as pistas ruins em aviões de pequeno porte.


Distâncias geográficas, pistas mal conservadas, falta de estrutura dos municípios e até mesmo assédio por cartéis de drogas são alguns dos desafios que os pilotos de aeronaves enfrentam no Amazonas. Em outras áreas, problemas como esse seriam bons motivos para trocar de ramo, mas a paixão e vocação por voar falam sempre mais alto.

Clique AQUI para ler a matéria completa.

Acessar internet dentro do avião abre pode facilitar ataques terroristas?

Relatório do governo americano lança dúvidas sobre se hackers podem usar serviço oferecido durante voo para derrubar aeronaves.


O que parecia ser um um novo serviço oferecido pelas companhias aéreas comerciais, com o intuito de satisfazer passageiros desejosos de permanecer conectados em altas altitudes, agora se tornou motivo de grande preocupação.

Um relatório do governo americano concluiu que permitir o acesso à internet em pleno voo pode terminar abrindo uma porta para ataques terroristas.

Segundo o estudo, realizado pelo Escritório de Prestação de Contas (GAO, na sigla em inglês) e publicado no jornal britânico The Guardian, um hacker viajando como passageiro poderia teoricamente derrubar um avião.

Clique AQUI e leia a matéria completa.

Provas 'roubadas' indicam que míssil russo teria abatido voo MH17 na Ucrânia


Em julho de 2014, um Boeing-777 da Malaysia Airlines com quase 300 pessoas a bordo explodiu nos céus do leste da Ucrânia, uma zona de guerra. Dois meses depois, em um relatório preliminar, foi revelado que o avião fora derrubado por "um grande número de objetos" que atravessaram a fuselagem. Mas as principais suspeitas, até hoje não confirmadas oficialmente, eram de que a aeronave tinha sido derrubado por um míssil. Essa versão parece ser confirmada pelas investigações de um jornalista holandês que teve acesso à área em que o avião caiu. Leia o relato de Jeroen Akkermans à BBC:

"Quando um jornalista começa a investigar a cena de um crime é porque alguma coisa não vai bem - afinal, trata-se de uma tarefa da polícia. Mas, no dia 17 de julho de 2014, o voo da Malaysia Airlines MH17 explodiu no céu do leste da Ucrânia, e os restos mortais dos 298 passageiros e da tripulação caíram em uma zona de guerra controlada por combatentes de frentes militares - uma área sem polícia.

Clique AQUI e leia a matéria completa.

Rondônia: Aeroporto de Cerejeiras continua sendo usado para sexo e esportes radicais


O aeroporto de Cerejeiras, construído poder público municipal no mandato do então prefeito Rosalino Baldin (PMDB), que esteve no poder de 1993 a 1996, como já foi noticiado por este site em maio do ano passado, tem servido para outras atividades que vão além dos pousos e decolagens de aeronaves.

O empreendimento fica na saída para Corumbiara, a 500 metros da área urbana de Cerejeiras e é administrado pela prefeitura. A pista é de terra e cascalho fino, mas em bom estado de conservação. Além da pista lisa, não há nem uma construção, nem mesmo uma barraca.

Uma das atividades para as quais o aeroporto serve atualmente é a prática de esportes radicais em automobilismo ou motociclismo, principalmente em horários em que os praticantes julgam estar fora do conhecimento das autoridades. Já foram vistos motoqueiros empinando seus veículos na pista e motoristas dando “cavalinhos de pau” em seus carros.

Outra atividade praticada no local é mais prosaica: alguns cidadãos usam o aeroporto como uma área para aventuras sexuais. A cidade de Cerejeiras ainda não tem motel, o que obriga os homens e mulheres a usarem os hotéis, casas próprias ou de amigos, ou, no caso, até mesmo o aeroporto. 

Atualmente, pouco utilizado, o aeroporto de Cerejeiras precisa de melhorias. Principalmente no entorno da pista, onde há mato e buracos sendo formados pela ação das chuvas, uma ação do poder público se faz necessária.

Na semana passada, um dos nove vereadores de Cerejeiras chegou a fazer uma indicação sobre o local de pousos de avião do município. O parlamentar municipal Valcir Rech (DEM) indicou, na sessão da penúltima segunda-feira, 06, que fosse feita uma melhoria nos entornos do aeroporto pelo poder público.

Fonte: Folha do Sul (postado por: Dimas Ferreira / Autor: Rildo Costa) via www.rondoniadinamica.com - Foto: Rildo Costa